Hemos Laboratório passa a integrar o Grupo Sabin
5 de novembro de 2021
Exibir tudo

Conheça os principais exames para diabetes

O diabetes é uma síndrome metabólica causada pela falta de insulina ou da incapacidade da insulina exercer os seus efeitos de forma adequada, causando aumento de glicose no sangue. Os exames para diabetes servem tanto para diagnosticar como para monitorar a doença, que exige cuidado constante por parte do paciente.

Atualmente, graças aos avanços da medicina, existem diversas possibilidades para identificar a doença, até mesmo no estágio de pré-diabetes, e acompanhá-la. Saber da existência dela é o primeiro passo para adotar medidas que contribuam com a saúde e qualidade de vida do paciente.

É importante destacar ainda a importância do acompanhamento médico tanto no diagnóstico como no monitoramento do diabetes. Este profissional irá interpretar com mais assertividade os resultados dos exames e recomendar tratamentos e hábitos adequados a cada pessoa com base no seu quadro de saúde.

Destacamos a seguir os principais exames recomendados tanto para o diagnóstico como para o monitoramento da doença. Alguns deles são recomendados em ambos os casos.

1. Exame de Glicemia

Este exame é realizado tanto para o diagnóstico como para o monitoramento do diabetes. Ele mede os níveis de glicose no sangue, um açúcar que é transportado pela corrente sanguínea e é usado como fonte de energia pelo corpo. Níveis elevados de glicose, medidos a partir de uma amostra de sangue, indicam um distúrbio chamado hiperglicemia, que indica o diabetes mellitus.

Para realizar o exame de glicemia é recomendado estar em jejum de oito horas, que contribui para resultados mais precisos. Ele é indicado para pessoas acima dos 45 anos de idade ou que possuam fatores de risco, para rastreamento do diabetes tipo 2. No caso de pacientes com diabetes, a frequência da necessidade do exame irá variar conforme recomendação médica.

2. Teste de tolerância oral à glicose ou curva glicêmica

Também conhecido como exame da curva glicêmica, o teste de tolerância à glicose avalia o funcionamento do organismo quando é exposto a várias concentrações de glicose, calculando a glicemia antes e após o paciente beber um preparo açucarado. Ele é recomendado para confirmar a suspeita de diabetes quando a glicemia está alterada.

O exame de curva glicêmica requer jejum de pelo menos oito horas para a primeira coleta. É um teste realizado em três etapas: a primeira coleta ocorre com o jejum; a segunda, uma hora após o paciente ingerir uma bebida açucarada; e a terceira coleta é feita duas horas após a primeira medição. Ou seja, é um exame que exige algumas horas do paciente no laboratório.

3. Hemoglobina glicada

Também indicado tanto para diagnóstico como para monitoramento do diabetes, o teste de hemoglobina glicada estuda as células do sangue e define a média de glicose do trimestre. Ele também é chamado de hemoglobina glicosilada e não necessita de preparo para a coleta.

Nos casos de suspeita de diabetes, o exame é prescrito juntamente com o de glicose para cravar o diagnóstico. Para o monitoramento de pacientes que já convivem com a doença, ele é usado para avaliar a melhora ou a piora do quadro. Quanto maiores forem os níveis, maiores os riscos de o paciente desenvolver outras complicações, como doenças cardíacas, cegueira e insuficiência renal. Dependendo do caso, o médico recomenda o teste de hemoglobina glicada para diabéticos a cada três ou seis meses.

4. Glicemia pós-prandial

O termo “pós-prandial” significa após uma refeição, ou seja, este exame é realizado após a ingestão de alimentos que contenham carboidratos. Este contexto é importante porque os níveis de concentração de glicose sobem cerca de 10 minutos após uma refeição.

Ele é recomendado para monitoramento de pacientes que já tenham diabetes e é utilizado para ajustar as doses dos remédios.

5. Frutosamina

Também indicado a pacientes que já tenham a doença, o exame de frutosamina estuda as proteínas do sangue, em especial os níveis de glicação da albumina, e define a média de glicose das duas últimas semanas. Este teste é indicado quando o médico precisa saber a média de glicose em períodos menores ou quando a medição de hemoglobina glicada não é confiável.

O Hemos Laboratório realiza todos estes exames em suas Unidades. Para testes prolongados, como é o caso do teste de tolerância à glicose, recomendamos a coleta nas nossas Unidades com sala de repouso: Escola Agrícola, Alameda, Itoupava Central, Fortaleza, Norte Shopping, Gaspar e Pomerode.

Leia também: Dia Mundial do Diabetes: conheça a doença e saiba como se prevenir