Por que a higienização das mãos é importante na saúde
23 de Maio de 2017
Tire suas dúvidas sobre a gripe
31 de Maio de 2017
Exibir tudo

Mitos e verdades sobre a higienização de mãos

Nossas mãos desempenham inúmeras funções e estão em contato frequente com micro-organismos em diversos objetos. Por isso, sempre que levamos as mãos à boca, nariz ou olhos sem higienizá-las, corremos risco desenvolver alguma doença. Para que isto seja evitado basta lavar as mãos corretamente, ou seja, com água e sabão, por 40 a 60 segundos, ou álcool gel, por 20 a 30 segundos, não esquecendo de espalhar bem o produto e limpar as regiões entre os dedos e ao redor da unhas.

Aqui estão selecionados alguns mitos e verdades sobre higienização das mãos que irão contribuir para este ato de prevenção de doenças:

A higienização só ocorre com lavação e uso de álcool gel.

Mito. Lavar as mãos do jeito correto tem efeito imediato, assim como o uso de álcool gel. Para situações do dia a dia, a lavação completa das mãos possui eficiência equivalente ao uso do álcool gel.

Higienizar as mãos de forma incompleta pode causar doenças.

Verdade. A higienização das mãos é uma estratégia usada em várias instituições de saúde na prevenção de infecções hospitalares. Acompanhantes e familiares devem higienizar as mãos sempre, antes e depois, de visitarem internos. Segundo a OMS, existem cinco momentos importantes na higienização das mãos: (1) antes do contato com o paciente; (2) antes da realização do procedimento asséptico; (3) após risco de exposição a fluidos corporais; (4) após contato com pacientes; (5) após contato com as áreas próximas aos pacientes.

Higienizar demais as mãos pode matar as bactérias “do bem”.

Mito. Nossas mãos estão cheias de micro-organismos “bons”, que formam a flora bacteriana residente do nosso organismo, e de micro-organismos transitórios, que transmitem doenças. Ao higienizarmos as mãos, podemos matar os dois tipos de micro-organismos, mas os residentes vivem em camadas mais internas e logo são restabelecidos. Então, podemos higienizar as mãos várias vezes ao dia sempre que necessário.

Sempre é preciso higienizar as mãos após ir ao banheiro, manusear lixo ou brincar com animal.

Verdade. Existem situações em que é sempre preciso higienizar as mãos, são elas: após coçar o nariz, ir ao banheiro, antes e depois de tocar machucados e ferimentos, mexer no lixo, depois de brincar, alimentar ou limpar um animal; antes de tocar em tudo que vá a boca de bebês; depois de trocar fraldas ou ajudar uma criança se limpar.

Devo tirar anéis e pulseiras para lavar as mãos.

Verdade. Os micro-organismos se acumulam frequentemente sob esses objetos, por isso, devem ser retirados antes de situações de maior risco de contaminação, como no preparo de alimentos, contato com pacientes doentes e antes de tratar algum machucado.

Álcool gel sempre substitui a lavação com água e sabão.

Mito. Ele consegue cumprir as mesmas funções de higienização e assepsia, porém, se houver algum resíduo ou sujeira visível, como terra, poeira ou tinta, é necessário lavar as mãos com água e sabão para removê-los. Lembrando que para garantir o efeito de assepsia, o álcool em gel deve ter uma concentração de 70%.

Fonte: https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/sua-saude/Paginas/higienizacao-maos-mitos-verdades.aspx

higienização das mãos