Aviso de funcionamento 2 de novembro
28 de outubro de 2020
A importância da atividade física no combate ao diabetes
20 de novembro de 2020
Exibir tudo

Hemos oferece resultados de exame para Covid-19 em até 24h

A agilidade do diagnóstico é uma forte aliada no combate à Covid-19. O Hemos Laboratório agora conta com a tecnologia GeneXpert da Cepheid, que processa o teste RT-PCR em tempo real e fornece resultados de Covid-19 em até 24h após a coleta, que serão disponibilizados no site hemos.com.br. O teste de RT-PCR é indicado para pacientes com suspeita de Covid-19 na fase aguda.

As coletas são realizadas na Unidade Escola Agrícola ou em domicílio, mediante agendamento. Ele pode ser feito através do WhatsApp do Laboratório (47) 99679-1117.

Investigação laboratorial do coronavírus e biologia molecular

O teste RT-PCR em tempo real (RT-PCR) permite identificar a presença do SARS-CoV-2 em amostras coletadas da nasofaringe até o 8º dia de início dos sintomas. A amostra deve ser coletada preferencialmente entre o 3º e o 7º dia, contados a partir do início dos sintomas. Ele pode diagnosticar casos graves em internação e casos leves para monitoramento da epidemia.

Segundo a Sociedade Brasileira de Patologia Clínica / Medicina Laboratorial (SBPC/ML), a detecção do novo coronavírus por RT-PCR é o teste laboratorial de escolha para o diagnóstico dos pacientes em fase aguda que apresentem sintomas.

O teste molecular realiza a detecção qualitativa in vitro de ácido nucleico do SARS-CoV-2 por PCR em tempo real automatizado. O método tem como alvos os genes E e N2 em amostras de swab nasofaríngeo e/ou aspirado/lavado nasal de indivíduos com suspeita de Covid-19. O processo envolve a homogeneização da amostra, descontaminação e inativação, extração, amplificação e detecção do RNA do SARS-CoV-2, impedindo a contaminação cruzada e reduzindo o risco para o profissional.

Além disso, toda a reação é realizada dentro da câmara do cartucho, sem a interferência do usuário durante o processo, ou seja, o processamento da amostra é realizado simultaneamente e de forma independente da etapa de extração e quantificação do material genético.

Desde o início da pandemia, o diagnóstico laboratorial e o conhecimento da circulação do vírus são fundamentais para desenvolver atividades de vigilância e orientar autoridades de saúde quanto às medidas de contenção que devem ser adotadas pela sociedade.

Biossegurança laboratorial para Covid-19

As orientações de biossegurança adotadas pelo Hemos seguem o que determina o Boletim COE Covid-19, editado pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE), do Ministério da Saúde. O documento segue as recomendações publicadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). São elas:

– Cada laboratório deve realizar uma avaliação de risco para assegurar que esteja qualificado para realizar os testes pretendidos, empregando medidas de controle de riscos apropriadas, sendo realizados somente por profissionais com qualificação demonstrada, aplicando-se rigorosamente todos os protocolos pertinentes, em todas as situações.

– A manipulação e o processamento de amostras de casos suspeitos ou confirmados de infecção pela Covid-19 enviadas para exames laboratoriais adicionais devem cumprir as diretrizes locais de processamento de material potencialmente infeccioso.

– O processamento inicial de todas as amostras deve ocorrer em uma cabine de segurança biológica (CSB), classe II, validada e em boas condições de manutenção, ou em equipamento com proteção primária.

– O trabalho laboratorial de diagnóstico não-propagativo deve ser realizado em um local com procedimentos equivalentes ao Nível de Biossegurança (NB2).